Este site não utiliza de cookies para coletar informações pessoais ou de navegação.
X
NOTÍCIA
Legislação estadual não pode determinar suspensão de descontos de empréstimos consignados, decide STF
Legislação estadual não pode determinar suspensão de descontos de empréstimos consignados, decide STF
24/11/2020

Em sessão no Plenário virtual, o Supremo Tribunal Federal declarou a inconstitucionalidade de uma lei e um decreto estaduais do Rio de Janeiro que suspendiam a cobrança de parcelas de empréstimos consignados, durante 120 dias, em razão da pandemia de covid-19. O fundamento principal da decisão foi a invasão de competência privativa da União para tratar da matéria.

No voto condutor da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6.495, o relator, Ministro Ricardo Lewandowski, destacou que a Lei 8.842/2020 e o Decreto 47.173/2020 legislam sobre direito civil e política de crédito, ambas matérias de competência privativa da União, conforme os incisos I e VII, da Constituição da República.

A decisão reforça o entendimento aplicado pela corte em outros casos, relativos a diplomas do Maranhão e do Rio Grande do Norte no mesmo sentido. Naqueles casos, porém, as leis previam a suspensão da cobrança apenas a servidores públicos, enquanto, no Rio de Janeiro, a legislação não especificava os beneficiários.


Por Tiago Cisneiros Barbosa de Araújo, advogado da área estratégica cível do Serur.



SÃO PAULO/SP
Al. Santos, 2300, 5º andar, Conj. 51
Edf. Haddock Santos
Cerqueira César | 01418-200
tel.: (11)3081.4895
RECIFE/PE
Rua Sen. José Henrique, 224, 11º andar
Emp. Alfred Nobel
Ilha do Leite | 50070-460
tel.: (81)2119.0010
BRASÍLIA/DF
Setor Bancário Sul, Quadra 2, Blc E, 8º andar
Edf. Prime
Asa Sul | 70070-120
tel.: (61)3044.1660
JOÃO PESSOA/PB
Rua Empesário Clovis Rolim, 2051, 22º, 23º e 24º andares
Duo Corporate Towers
Ipes | 58028-873
tel.: (83)3241.9687