Este site não utiliza de cookies para coletar informações pessoais ou de navegação.
ACEITAR
ARTIGO
Estadão | Autocomposição em proteção de dados: uma realidade possível
Estadão | Autocomposição em proteção de dados: uma realidade possível
10/09/2020

Com a entrada em vigor prevista para os próximos dias, intensificam-se os esforços dos grandes players em descortinar os reais impactos do novo grande marco regulatório brasileiro nos cidadãos, nos órgãos públicos e nas empresas. Estas estão agora debruçadas para avaliar os reflexos de um potencial aumento da litigiosidade tendo por fundamento a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.



Isso porque a LGPD traz o risco de um expressivo crescimento do passivo judicial das empresas ante às novas demandas que fatalmente serão formuladas pelos titulares dos dados pessoais. É dizer: num cenário menos favorável, a LGPD poderá resultar no surgimento de novo setor no contencioso de massa das empresas, caracterizado por uma sobrecarga de pleitos repetitivos sobre supostas violações ao dever de proteção dos dados pessoais.


Para ler na íntegra clique aqui.


Nairane Farias Rabelo Leitão, sócia do Serur Advogados e
responsável pela área de Privacidade e Proteção de Dados do escritório


Fabrício da Mota Alves, sócio do Garcia de Souza Advogados Associados e
responsável pela área de Privacidade e Proteção de Dados do escritório



SÃO PAULO/SP
Al. Santos, 2300, 5º andar, Conj. 51
Edf. Haddock Santos
Cerqueira César | 01418-200
tel.: (11)3081.4895
RECIFE/PE
Rua Sen. José Henrique, 224, 11º andar
Emp. Alfred Nobel
Ilha do Leite | 50070-460
tel.: (81)2119.0010
BRASÍLIA/DF
Setor Bancário Sul, Quadra 2, Blc E, 8º andar
Edf. Prime
Asa Sul | 70070-120
tel.: (61)3044.1660
JOÃO PESSOA/PB
Av. João Machado, 553, sala 120
Edf. Plaza Center
Centro de João Pessoa | 58013-522
tel.: (83)3241.9687