NOTÍCIA
STJ reafirma entendimento da inexistência de responsabilidade solidária na cobrança de IPVA
STJ reafirma entendimento da inexistência de responsabilidade solidária na cobrança de IPVA
02/08/2018

Em recente julgado, a Segunda Turma do STJ assentou o entendimento de que não há dever de o alienante de veículo automotor recolher o IPVA, ainda que não tenha havido comunicação da venda ao órgão competente. A orientação já havia sido firmada em outros precedentes e agora mais uma vez é reafirmada.


A discussão se dá em torno da adequada interpretação do art. 134 do CTB. Nos termos do artigo, a vendedor do veículo pode será responsável pelo pagamento de penalidades administrativas se não comunicar, no prazo de 30 dias, a venda ao órgão competente. No entanto, entende o STJ que a regra se aplica unicamente para multas de trânsito, não se estendendo para cobranças de IPVA. Assim, os créditos de IPVA devem ser cobrados do adquirente, sendo irrelevante a falta de comunicação da venda, por exemplo, ao Detran.


Essa decisão é um indicativo para outros formatos de transmissão da propriedade, como a alienação fiduciária com gravame extinto e baixado. Diversos estados insistem na cobrança do tributo em face do credor fiduciário, sob a justificativa de a baixa do gravame não ter sido informada aos órgãos competentes de fiscalização do trânsito.


Precedente: RECURSO ESPECIAL Nº 1.667.974 - SP (2017/0090993-5)


Equipe Serur Tributário



SÃO PAULO/SP
Alameda Santos, 2300 - Haddock Santos Building, Set 51
5th floor - Cerqueira César - São Paulo - SP - 01418-200
phone: (11) 3081.4895
RECIFE/PE
Rua Sen. José Henrique, 224 - Alfred Nobel Enterprise
11th floor - Ilha do Leite - Recife - PE - 50070-460
phone: (81) 2119.0010 | fax: (81) 2119.0011
JOÃO PESSOA/PB
Av. João Machado, nº 553, room 120 - Plaza Center Building
Centro - João Pessoa - PB - 58013-522
phone: (83) 3241.9687