NOTÍCIA
Exclusão do ICMS da base de cálculos do PIS e da Cofins abre precedente para ISS
16/03/2017

O Supremo Tribunal Federal decidiu, na última quarta-feira (15), que o ICMS não compõe a base de cálculo do PIS e da Cofins. Segundo o entendimento da Corte, o ICMS repassado no preço ao consumidor não pode ser considerado faturamento, para fins do cálculo do PIS e da Cofins, que são tributos incidentes sobre faturamento ou receita bruta.


Esse precedente do Supremo Tribunal Federal oferece também subsídio para que os contribuintes ingressem em juízo para obter a exclusão do ISS da base de cálculo do PIS e Cofins, por se tratar de matéria semelhante.


A decisão foi tomada em sede de Repercussão Geral, possuindo efeito geral e vinculante para todos os casos semelhantes. Assim, está firmado o entendimento de que os contribuintes não estão obrigados a incluir no cálculo dos tributos o valor do ICMS que integra o faturamento dos produtos e serviços ofertados pela empresa.


No julgamento, os ministros não modularam os efeitos da decisão, o que significa que, mantida a decisão, a exclusão do ICMS na base do PIS e Cofins vale para todos os créditos vencidos e vincendos, até mesmo para os contribuintes que não tenham ingressado com a ação para recuperação dos valores recolhidos. A Procuradoria da Fazenda Nacional, contudo, emitiu manifestação de que irá interpor recurso sobre a modulação dos efeitos do julgado, a fim de que passe a valer apenas em 2018.



SÃO PAULO/SP
Alameda Santos, 2300 - Haddock Santos Building, Set 51
5th floor - Cerqueira César - São Paulo - SP - 01418-200
phone: (11) 3081.4895
RECIFE/PE
Rua Sen. José Henrique, 224 - Alfred Nobel Enterprise
11th floor - Ilha do Leite - Recife - PE - 50070-460
phone: (81) 2119.0010 | fax: (81) 2119.0011
JOÃO PESSOA/PB
Av. João Machado, nº 553, room 120 - Plaza Center Building
Centro - João Pessoa - PB - 58013-522
phone: (83) 3241.9687